Expresso Nordeste reduz custos com uso de solução da Volvo

Três meses após iniciar um programa de gestão de frotas em 24 de seus 300 ônibus que operam em linhas rodoviárias, a Expresso Nordeste já contabiliza uma economia média de 8,5% no consumo de combustível da frota monitorada. Parte deste resultado é consequência da redução no número de frenagens que caiu, em média, 18,5% no mesmo período, sendo que alguns motoristas chegaram a apresentar um resultado até 55,4% menor no uso do freio.

A solução de gestão da frota é da Volvo Bus Latin America, um programa lançado na América Latina em 2012, adaptado para o mercado nacional, de acordo com as necessidades dos operadores brasileiros. Mais de 40 sensores distribuídos pelo chassi dos ônibus mantêm 100% do tempo de operação monitorado. A forma de direção de cada motorista é acompanhada em tempo real e qualquer ocorrência negativa pode ser corrigida no momento em que é captada ou no final da viagem.

Segundo Marlus Boiko, diretor da Expresso Nordeste, a empresa adquiriu um total de 30 novos ônibus Volvo, mas parte deles ainda está sendo encarroçada. O investimento nos novos veículos e no pagamento da ferramenta de gestão – é paga uma mensalidade à Volvo, que pode variar de R$ 40 a R$ 140, dependendo da abrangência da solução contratada – é compensado pela economia obtida e, principalmente, pela conquista de novos passageiros que vêm sendo atraídos pela viagem mais confortável proporcionada pela melhor dirigibilidade dos motoristas.

De acordo com ele, uma projeção que havia sido feita pela empresa de aumento no número de passageiros num período de 90 a 120 dias já se concretizou com 30 dias de operação dentro dessa nova proposta de maior conforto durante as viagens, isto incluindo as perspectivas traçadas para as novas linhas que a Expresso Nordeste adquiriu recentemente da Pluma. “Eu não esperava retorno antes disso. É o boca a boca”, declara Boiko, referindo-se à divulgação que os próprios passageiros têm feito a respeito da melhoria do serviço.

A expectativa é de que a empresa termine o ano com um aumento de 30% no volume de passageiros.

Dados apurados pela Volvo Bus mostram que seus clientes têm obtido uma redução de custos de 3% a 12% com combustível. Como o programa reeduca a dirigibilidade dos motoristas, diminuindo não só as freadas bruscas, mas também as curvas acentuadas, o número de acidentes também caiu até 30% com o monitoramento.

Hoje a Volvo Bus tem 80 clientes utilizando sua solução para gestão de frotas, com um total de 500 veículos monitorados no Brasil. Segundo Vinícius Gaensly, responsável pela área de telemática da Volvo Bus Latin America, atualmente 40% dos ônibus Volvo são vendidos com o sistema de gestão de frotas ativado. Todos os ônibus fabricados pela montadora desde de 2012 – a geração Euro 5 – já saem de fábrica com a ferramenta que pode ou não ser ativada pelo cliente.

O número de veículos conectados com a solução vem crescendo em todo o mundo e hoje já são quase 3 mil veículos conectados pela ferramenta da Volvo Bus. Na América Latina, o número representa mais de 40% desse volume.

Veja também

Por 
de Campo Mourão