Mercedes inicia venda dos caminhões semipesados Atego 8×2

A Mercedes-Benz do Brasil iniciou as vendas dos caminhões semipesados Atego 3030 e 3026, os primeiros da marca comercializados na configuração 8×2, com quatro eixos originais de fábrica, o que evita gastos e tempo adicional com a instalação de um eixo de apoio, além de dar ao cliente garantia total da Mercedes-Benz sobre o veículo.

O Atego 8×2 se destaca no transporte intermunicipal e rodoviário, mas igualmente transita com agilidade e facilidade dentro das cidades, o que é uma vantagem em relação a carretas.

Por sua flexibilidade para implementação de carroçarias e ótima capacidade de carga, esse modelo é indicado para grandes operadores, transportadores de carga própria e autônomos, além de operações logísticas, especialmente para atacadistas e distribuidores. Devido à sua robustez, força e características técnicas, os caminhões Atego estão aptos a receber diversos tipos de carroceria, como baú, carga seca, furgão isotérmico ou frigorificado, sider, bebidas, botijões de gás, tanque de combustíveis, GLP ou produtos químicos, carroceria aberta de madeira ou alumínio e diversos outros implementos.

Com opções de entre-eixos de 4.800 e 5.400 mm, os Atego 3030 e 3026 8×2 têm capacidade técnica para 30.200 kg de PBT (peso bruto total) e legal de 29.000 kg, possibilitando até 21.670 kg de carga útil+equipamento (legal). Estão entre os veículos mais leves da categoria, transportando até 1.200 kg a mais que seus concorrentes.

“Os Atego 3030 e 3026 8×2, assim como outros recentes lançamentos, novidades e aprimoramentos da linha Atego, representam mais uma solução eficiente e rentável que visa atender às necessidades de nossos clientes e do mercado, o que captamos numa série de eventos, demonstrações e test-drives por todo o país”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas, marketing & peças e serviços caminhões e ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Assim, reafirmamos o compromisso de ouvir o que as estradas têm a nos dizer e, principalmente, de satisfazer às expectativas dos nossos clientes no que se refere a maior produtividade e rentabilidade no transporte”, complementa.

Segundo o executivo, os modelos oferecem elevada robustez e resistência nas mais diversas situações de operação. “Além disso, os caminhões têm plataforma projetada para facilitar e otimizar o trabalho e o tempo de implementação”, afirma Leoncini. “Sem abrir mão do elevado padrão de conforto e praticidade de sua cabine, mantendo também os elementos de sua avançada tecnologia, qualidade, segurança, excelente desempenho e reduzido custo operacional. Ou seja, agregamos mais valor ao Atego, ampliando as vantagens e benefícios para os clientes.”

Desde 2004, quando essa família de veículos foi lançada no país, a montadora já comercializou mais de 54 mil unidades no mercado brasileiro, principalmente para as regiões metropolitanas de São Paulo, Curitiba, Vitória, Rio de Janeiro, Campinas e Belo Horizonte.

A família Atego tem quatro versões de cabines para o segmento de médios e semipesados: Standard, Estendida, Leito Teto Baixo e Leito Teto Alto, que se adequam às necessidades de cada tipo de cliente e aplicação.

Ambos os modelos são equipados com um tanque de combustível de 315 litros em material plástico, mas o cliente pode solicitar dois tanques de 315 litros cada, em plástico também.  Esse item é indicado para as operações de longa distância, que demandam mais autonomia. Com esse tanque adicional, o cliente também pode planejar melhor as paradas para abastecimento. Além disso, há outra opção para um tanque de 210 litros para clientes que operem em curtas distâncias e sejam sensíveis a peso.

Os Atego 3030 e 3026 8×2 vêm equipados, de série, com o Fleetboard, sistema de telemetria da Mercedes-Benz que faz o gerenciamento de frota e rastreamento, bastando apenas a sua ativação para ter uma série de benefícios que diminuem o custo de operação do caminhão.

Veja também

Por