Os cuidados da Luft com as cargas sensíveis

O Grupo Luft, um dos maiores operadores logísticos do país, especializou-se na implementação de soluções customizadas para seus clientes, principalmente os dos segmentos farmacêutico, hospitalar, agronegócio, varejo e e-commerce, para os quais foram criadas unidades de negócio específicas. É o caso da Luft Healthcare, fundada em 2013 com o objetivo de desenvolver logística especializada para os setores farmacêutico, cosméticos e saúde, e para atender indústrias, distribuidores, farmácias e laboratórios.

Essa unidade acabou desenvolvendo um moderno sistema para transporte de cargas sensíveis e perecíveis, como medicamentos oncológicos, hemoderivados, vacinas, reagentes e outros produtos de diagnóstico ‘in vitro’, integrando o transporte rodoviário e aéreo. O sistema de gestão de cargas sensíveis da empresa permite o gerenciamento ininterrupto  da temperatura da carga, com quatro opções: refrigerada de 15° C a 25° C; refrigerada de 2° C a 8° C; congelada (-20° C) e ultracongelada (-70° C), explica Cleibe Palhano, diretor de operações e transportes da Luft Logistics/Luft Healthcare.

Aproximadamente 70% do movimento dessas cargas é realizado pelo modal rodoviário e 30% pelo aéreo. A Luft Healthcare utiliza cerca de 600 veículos para realizar entregas exclusivamente ao setor de saúde. O mix de frota é de cerca de 50% de veículos próprios e 33% da frota utilizada é composta por veículos climatizados ou isotérmicos.

Segundo Palhano, no modal rodoviário, 20% das cargas movimentadas são sensíveis às variações de temperatura e no modal aéreo, 75%. A empresa tem um acordo operacional com a Latam e, pela escala das operações que realiza, pode utilizar tanto aviões cargueiros quanto aeronave menores para carregar essas cargas.

De acordo com o executivo, o mercado de carga aérea do setor de saúde não se alterou substancialmente com a crise, “pois não existe alternativa para entrega de produtos perecíveis num país continental como o Brasil”. “A Luft retomou a posição de maior embarcador de produtos de saúde do país, com projetos inovadores em parceria com a Latam. Consolidamos uma performance de entrega neste modal e fechamos o ano de 2016 com 99,6% das entregas no prazo. Foram mais de 150 mil entregas neste modal”, relata Palhano.

Além dos transportes rodoviário e aéreo, a Luft finalizou, em 2016, um projeto de cabotagem, e realizou os primeiros testes. “Agora, em 2017, estamos colocando o produto no mercado. Somos a única empresa do país que opera o segmento de saúde nos três modais. Além desta inovação, é de se salientar que a cabotagem também permite transportar produtos com temperatura controlada, com a utilização de contêineres Reefer, o que não se pratica no modal rodoviário”, destaca o executivo.

A Luft Healthcare trabalha com toda a cadeia integrada:  armazenagem e transporte de produtos farmacêuticos, médicos e cosméticos a partir de um mesmo centro de distribuição (CD). Essa divisão tem um dos maiores e mais avançados centros logísticos do mercado de saúde, localizado em Itapevi (SP). A Luft opera no país todo através de 30 filiais e bases, e os CDs de crossdocking principais estão estrategicamente localizados nas regiões que concentram os maiores volumes e nos polos farmacêuticos. Os principais pontos estão nos estados de São Paulo, Goiás, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, além do Distrito Federal e Pernambuco, onde a empresa está investindo em um hub para a região nordeste.

Leia  mais  na revista Transporte Moderno nº480 no  Acervo Digital OTM

Veja também

Por