Estrada de Ferro Carajás investe na duplicação da malha

Na Estrada de Ferro Carajás (EFC), que tem 892 quilômetros de extensão e é administrada pela Vale, a duplicação de 570 quilômetros desta malha, incluindo a construção de um ramal ferroviário com 101 quilômetros, teve 66% de avanço físico, totalizando 367 quilômetros no primeiro trimestre deste ano, segundo informa a empresa.

Neste projeto, o maior investimento em logística da história da Vale inclui ainda a expansão dos terminais ferroviário e marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís (MA). Com o fim das obras no sistema a Vale irá elevar a capacidade de transporte dos atuais 150 milhões de toneladas para 230 milhões de toneladas por ano a partir de 2018. No primeiro trimestre a EFC movimentou 39,8 milhões de toneladas. Deste total, o principal produto transportado foi o minério de ferro com 38,9 milhões de toneladas, o restante é de carga geral.

Veja também

Por