Vendas de implementos caem 0,5% no primeiro semestre

As fabricantes de implementos rodoviários registraram no primeiro semestre recuo de 20,5% nas vendas, com 25.312 produtos comercializados no mercado interno. No mesmo período do ano passado as empresas venderam 31.846 unidades, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir).

No segmento de reboques e semirreboques (modelos pesados) as vendas declinaram 14,4% de janeiro a junho, totalizando 10.802 unidades, ante 12.626 unidades emplacadas nos seis meses de 2016.

No mercado de carrocerias sobre chassis (modelos leves) a retração foi de 24,5%, com 14.510 produtos emplacados, em comparação a 19.219 unidades vendidas em igual período do ano passado.

As exportações se mantiveram num patamar positivo com elevação de 6,5% e 1.562 produtos comercializados no exterior no acumulado de janeiro a junho. No mesmo período de 2016 o volume exportado totalizou 1.466 unidades.

Na avaliação de Mário Rinaldo, diretor executivo da Anfir, mesmo com resultado ainda negativo já se observa uma melhora porque a queda em relação a 2016 está diminuindo. “A realização da Fenatran, no mês de outubro em São Paulo, será um suporte importante para ajudar as vendas da indústria em um momento de possível recuperação de mercado”, afirma Rinaldi.

Para Alcides Braga, presidente da Anfir, o BNDES deve ter um papel mais ativo no momento atual de retomada da economia. “Não há maneira de termos uma retomada sustentável sem a presença do BNDES dando suporte à indústria”, acrescenta Braga.

Veja também

Por