O futuro no transporte de passageiros

A Autopass é conhecida no mercado pelo seu case de sucesso: o cartão BOM, que em dez anos de existência já emitiu oito milhões de cartões e realiza, em média, 3,3 milhões de transações diárias, no transporte de 2,5 milhões de passageiros todos os dias, na Grande São Paulo. A atuação da companhia, entretan-to, vai muito além do cartão BOM. “Somos uma empresa de tecnologia, meios de pagamento e soluções para a mobilidade urbana. Queremos mostrar ao mercado esse novo posicionamento da marca e destacar os projetos inovadores dos quais estamos participando”, explica Rubens Gil Filho, CEO da Autopass.

A Autopass oferece soluções desenvolvidas especialmente para cada sistema que, por meio da tecnologia e inovação, têm como meta facilitar a vida do cidadão e diminuir custos de operação, contribuindo para a construção de cidades inteligentes.

Um dos projetos recentes da empresa é a implantação do sistema de pagamento de passagens do transporte coletivo com cartões sem contato de crédito, débito e pré-pago, pioneiro na América Latina, de acordo com a companhia.

Ainda em mobilidade urbana, a marca lançou o pagamento de passagens unitárias por QR Code (Quick Response), que está sendo implementado em determinadas linhas da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). Em um primeiro momento, o código é impresso nos guichês de comercialização das passagens, mas futuramente será possível usar a imagem pelo celular. Os passageiros do corredor metropolitano de transportes São Mateus/Jabaquara, operado pela empresa Metra, também têm a opção de utilizar o código bidimensional, em algumas estações.

NOVIDADES – E, em breve, a Autopass irá iniciar outro projeto semelhante em meios de pagamento para transporte. “Estamos concluindo as negociações com a prefeitura de uma cidade do interior paulista para implementar novas opções de pagamento, por cartões de débito, crédito e por QR Code.

A ideia é retirar completamente o dinheiro de circulação no sistema de transporte do município, mas as mudanças serão feitas de forma gradual, para que os passageiros se acostumem com a nova tecnologia”, informa Gil Filho. O projeto conta com as empresas parceiras Mastercard e Samsung.

A empresa apresentou, durante a Transpúblico 2017, o aplicativo VouD para mobilidade urbana, que substituirá o app BOM Mob, uma solução lançada em 2015 para compra de créditos e consulta de saldo do cartão BOM. “O novo aplicativo será implementado ao longo do segundo semestre deste ano. VouD possibilitará ao usuário fazer a recarga dos seus cartões e todas as funcionalidades do BOM Mob, e também dará acesso a diversos conteúdos e entretenimento. Por exemplo, o usuário poderá comprar entradas de cinema pelo aplicativo ou ter acesso a cursos”, explica Gil Filho.

A Autopass ainda faz a emissão e administração de cartões de alimentação e restaurante, disponibiliza serviços como extrato detalhado na web dos cartões BOM, Recarga Fácil pela web e entrega do cartão de transporte em domicilio. Em 2013, a companhia lançou o cartão híbrido, o BOM+, que, além de ser usado no sistema de transportes, funciona como cartão pré-pago. A empresa também participa da bilhetagem eletrônica de Itapecerica da Serra, em São Paulo, com o cartão Itacard, e em Assunção, no Paraguai.

Veja também

Por