JAC começa vender caminhão leve no Brasil

Com 3.200 quilos de PBT e preço de R$ 69.990, o VUC V260 chega ao mercado brasileiro para concorrer com o Hyundai HR, de 3.400 quilos de PBT e o Kia Bongo de 3.392 quilos de PBT

A JAC Motors faz outra tentativa no segmento de caminhões leves e traz ao Brasil o modelo V260 para uso urbano. Para não repetir os erros do passado, a fabricante chinesa decidiu vender o seu modelo de 3.200 quilos de peso bruto total (PBT) por R$ 69.990, preço inferior ao dos seus concorrentes, o Hyundai HR (de 3.400 quilos que custa R$ 73.720) e o Kia Bongo (de 3.392 quilos que sai por R$ 73.990). “Depois da experiência com o primeiro caminhão que trouxemos ao Brasil em 2012, o modelo T140 que era um pouco melhor que o da concorrência, porém mais caro, aprendemos que no mercado brasileiro o que vale para o consumidor é o preço”, afirma Sérgio Habib, presidente da JAC Motors.

O novo caminhão V260 já está disponível nas 22 concessionárias da JAC Motors e a expectativa de Habib é de vender 600 unidades por ano do modelo no país. “Tudo vai depender da reação do mercado, mas esse caminhão tem atributos para ser um grande competidor no Brasil”, destaca o presidente da JAC Motors.

Como principal atrativo do V260, que tem capacidade para 1.510 quilos de carga útil, o presidente da JAC Motors destaca a força do seu motor diesel de 2.0 litros de 16 válvulas, produzido pela chinesa Kunming Yunnei, que traz sistema EGR de circulação dos gases e tem 103 cv de potência, além dos vários componentes que vêm de fábrica, como o ar-condicionado, vidros e travas elétricas, direção hidráulica, faróis com regulagem de altura, rádio MP3 e uma exclusiva câmera frontal que grava todas as imagens à frente do veículo. “Este caminhãozinho tem um motor L6 equivalente a um Euro 5 com algo mais”, afirma Habib.

A empresa aponta também a robustez deste caminhão, com longarinas reforçadas – perfil retangular de 100 mm de altura por 50 mm de largura e chapa com espessura de 4,5 mm – que asseguram maior confiabilidade ao motorista. Por ter distância entre-eixos de 2,47 metros, o caminhão V260 está preparado para receber vários tipos de implementos, como basculante, refrigerado, baú e plataforma, que podem ser adquiridos diretamente na rede de concessionários com o fornecimento aprovado pela JAC Motors.

Outro diferencial do caminhão leve é a garantia de três anos ou 100 mil quilômetros e o baixo custo de manutenção com preços fixados em R$ 460,00 para a segunda revisão de 10 mil quilômetros – a primeira é gratuita – e R$ 1.390,00 para a sexta revisão de 60 mil quilômetros. Para suprir a demanda de serviços, a empresa mantém um galpão de peças de 12 mil m² instalado na cidade de São Caetano do Sul (SP).

 

Além de outros componentes, vem de fábrica uma câmera que grava as imagens à frente

Política industrial

Além do potencial do mercado brasileiro, a decisão da JAC Motors de disputar uma fatia no segmento de caminhões leves, com o modelo V260, levou em conta os benefícios que passarão a ter os modelos importados com o ?m da sobretaxa de 30% sobre o Imposto de Produtos Industrializados (IPI) para a importação de veículos que passou a vigorar no país a partir da criação do programa Inovar-Auto em 2012, cujo objetivo era proteger a indústria nacional.

Com o encerramento do Inovar-Auto no final deste ano e a entrada em vigor de uma nova política para a indústria automotiva, o Rota 2030, a expectativa de Habib é que o mercado de importados volte à normalidade, sem o limite de cotas para a importação de veículos, que é de 4.800 unidades. “Agora vamos vender no mercado brasileiro o que a empresa tem de competência”, disse Habib.

O modelo V260 para uso urbano está preparado para receber vários tipos de implementos

ATIVIDADES

 

A JAC Motors iniciou suas atividades na China em 1964 fabricando caminhões, mas hoje a empresa possui uma linha diversificada de veículos para as necessidades do mercado automotivo. A companhia está presente em mais de 100 países da Ásia, Oceania, África, América do Norte e América do Sul, acumulando um crescimento de 80% das suas vendas por ano.

Instalada em um terreno de 300 mil m², a fábrica da JAC Motors tem 120 mil m² de área construída e capacidade para produzir 850 mil veículos por ano. Lá trabalham 30 mil empregados e em 2016 foram produzidos 700 mil veículos, sendo 300 mil unidades de caminhões de 3,5 a 50 toneladas.

Além de se destacar como maior produtora de chassis de ônibus e de veículos comerciais leves na China, a JAC Motors é líder em vendas para exportação.

No Brasil a fabricante chegou em 2010 com planos de construir uma fábrica em Camaçari, na Bahia. Com a retração do mercado a partir de 2014, a empresa chinesa desistiu do seu programa de investimento no país, mantendo somente a importação de veículos.

Agora, com a perspectiva de melhora do mercado brasileiro, a JAC Motors decidiu trazer ao país o novo modelo de caminhão leve. O que impulsionará o mercado de caminhão, segundo o presidente da empresa, é a redução da taxa básica de juros, a volta da confiança do consumidor e a demanda reprimida que há no país das vendas que ficaram represadas em 2011, 2012 e 2013. “Hoje, mesmo com as confusões políticas, todos conhecem o caminho e melhorou a confiança no futuro”, destaca Habib.

Por