Scania quer revolucionar o setor de transportes com nova geração de caminhões

Novos motores e cabines, a melhor aerodinâmica e funções inteligentes resultam em economia total de diesel de até 12% e maior rentabilidade para os transportadores

Após o pré-lançamento em agosto passado, a Nova Geração Scania de caminhões chega ao mercado já com encomendas de mais de 300 veículos na primeira semana de comercialização. As entregas serão feitas a partir de fevereiro de 2019 e os preços variam de R$ 380 mil a R$ 580 mil, conforme o modelo, informa a fabricante.

A Scania também anuncia que o Brasil voltou este ano a ser o maior mercado da marca no mundo com o lançamento do modelo com motorização de 540 cv.

Para apresentar a nova linha de caminhões aos clientes, à sua rede de distribuidores

e à imprensa latino-americana, a Scania montou uma grande exposição em dois hangares remodelados na base aérea da FAB no Guarujá, São Paulo, em fins de outubro, aos quais acorreram cerca de quatro mil convidados para conhecer de perto as novidades e os detalhes dos caminhões recém-lançados, que começam a ser produzidos em janeiro próximo. Na Europa, houve três fases de apresentação da linha, a partir de 2016. Na América Latina, toda a gama será lançada ao mesmo tempo.

Para a Scania, “é a grande prova da jornada que a marca iniciou em se tornar a parceira líder dos clientes na transição para um sistema de transporte mais sustentável”.

De acordo com a fabricante, as cabines são totalmente novas por dentro e por fora.

Somando todas as vantagens, a economia total de diesel poderá ser de até 12%. Só os novos motores, equipados com nova tecnologia de alta pressão, garantem até 8% de redução de consumo em comparação com os motores da linha atual, que já são reconhecidos pela economia. A Nova Geração Scania para a América Latina é a mesma da versão global.

“A Nova Geração de caminhões é o maior investimento na história da empresa na região. Serão R$ 2,6 bilhões investidos até 2020. A Scania avança um passo à frente da indústria no que se refere à rentabilidade dos negócios de nossos clientes e da sustentabilidade”, afirma Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil. “Teremos praticamente uma nova fábrica em São Bernardo do Campo (SP), para receber a verdadeira Máquina dos Sonhos. É uma nova Scania.”

“Vamos revolucionar o setor de Transportes na América Latina. Nossos clientes serão convidados a entrar na jornada mais eficiente de personalização de suas soluções, como nunca viram. Já iniciamos os preparativos para o novo mundo dos transportes. Queremos que nossos clientes embarquem nesta próxima etapa com a certeza de estarem investindo no que, de fato, precisam para sua rentabilidade. Vamos surpreender o mercado”, conta Barral.

Segundo a Scania, um produto premium precisa ser fabricado em uma planta premium.

A fábrica de São Bernardo do Campo é a mais moderna da América Latina – espelho do que a marca tem hoje na Europa.

A tecnologia utilizada é a mais recente com o mais alto grau de automação, para obter a melhor qualidade.

Dentro do seu parque industrial em São Bernardo do Campo, a Scania tem uma nova fábrica de solda de cabines – que apresenta o estado da arte em Indústria 4.0 e impressiona pela tecnologia de ponta e 75 robôs, além de novas linhas de produção para montagem do novo caminhão.

Criada na Europa, a Nova Geração Scania é resultado de dez anos de desenvolvimento e investimentos ao redor de 2 bilhões de euros. No Brasil, estão sendo feitos os ajustes finais na nova linha de produção e em todas as estruturas necessárias para produzir o “melhor caminhão que rodará pelo Brasil”, comenta Barral. Em dezembro, serão produzidas as históricas últimas unidades da atual linha de caminhões. Durante o mês de janeiro, a fábrica será preparada para apenas produzir a Nova Geração. As entregas para os clientes da região e de outros países começam a partir de fevereiro.

A Nova Geração Scania também é a plataforma que a empresa encontrou para firmar-se na jornada da sustentabilidade e consolidar-se como líder na transformação de todo o setor de transporte e logística.

“Estamos colocando no mercado uma ferramenta de negócio única – um pacote de produto e serviço que traz um novo sentido à indústria pelo fato de unir tecnologia, design, e eficiência, inovação, e customização e sustentabilidade, capaz de satisfazer às atuais necessidades ao mesmo tempo que está pronto para o futuro”, afirma Christopher Podgorski, presidente e CEO da Scania Latin America.

Segundo ele, o desenvolvimento desta nova linha demonstra a preocupação da Scania em antecipar as principais tendências de mercado por um transporte com menos impacto ao meio-ambiente, com mais eficiência e rentabilidade. “A abordagem de sustentabilidade da companhia Scania é baseada em atender três pilares principais: eficiência energética, transporte seguro e eficiente – com otimização das funções do veículo por meio da conectividade – e, por fim, a utilização dos combustíveis alternativos e eletrificação dos veículos.”, explica Podgorski.

Com a visão no agora, Christopher realça a oportunidade do uso do gás natural e do biogás. “Temos a tecnologia e temos a comprovação de que esse caminho faz todo o sentido para a América Latina. Usar motores movidos a combustível alternativo é sustentável do ponto de vista financeiro e no quesito de impacto ao meio ambiente, o que acaba beneficiando a população e a sociedade em geral”. diz.

NOVO JEITO DE VENDER

“Não é só um veículo que chega para revolucionar o mercado, mas a forma de comercializar a Nova Geração será muito diferente a partir de agora pela rede Scania”, afirma Barral. De acordo com a montadora, na análise dos elementos, a profundidade no uso inteligente de tornar um dado um fator de mudança de gestão para o cliente é um diferencial da Scania. A fabricante concentrou sua experiência em caminhões, soluções de transporte otimizados, condições da indústria e necessidades reais dos clientes para criar um novo sistema de suporte de vendas.

“Portanto, os vendedores terão um sistema singular, independente do segmento e perfil de cliente, que escolhe a melhor solução de transporte, perfeita e ainda mais personalizada, conforme o tipo de aplicação”,

acrescenta Barral. Aliado à experiência do vendedor, que se tornará um consultor, a ferramenta vai definir o que é preciso para obter a máxima rentabilidade. Por exemplo, qual a melhor cabine, potência, eixos, trações, programa de manutenção, solução financeira e implemento. “A especificação proporcionará um nível de detalhamento, em parceria com o cliente, nunca antes visto. Ou seja, o veículo passará a ser apenas mais um item. Serão possíveis, no mínimo, montar 500 alternativas de tipos de caminhões.”

O desafio é criar um mix de cabines que pode oferecer as soluções e funcionalidades corretas para todas as aplicações e demandas. “Sabemos que as necessidades podem variar radicalmente em diversas situações de topografia e de países, mas o objetivo é que os motoristas se sintam tão confiantes que nenhuma outra marca possa proporcionar uma solução melhor para ele e seu negócio”, reforça.

Os serviços Scania baseados no caminhão conectado terão evoluções constantes para garantir a rentabilidade. Os Programas de Manutenção (com planos para cada necessidade), o Driver Services (treinamento para o aprimoramento dos motoristas) e o Plano Flexível (cobrança por km rodado e que reduz em 16% os custos da manutenção) vão continuar a fazer a diferença no dia a dia do cliente. “Para o novo setor de transportes que está chegando e será a tendência nos próximos anos, a produtividade e a disponibilidade estarão cada vez mais ligadas ao uso inteligente dos dados gerados nas viagens”, diz Barral. Com a Nova Geração, a Scania está lançando o Fleet Care, um novo serviço de gestor de frotas coordenado pela rede de concessionárias para ajudar o cliente a obter o máximo da disponibilidade de sua frota.

TRANSPORTE MODERNO – Edição, 490 / Ano 2018

Veja também

Por