Estreias mundiais: foco em energia limpa

Os lançamentos mundiais dos principais fabricantes de ônibus no salão IAA 2018 concentram-se em proporcionar opções de propulsão alternativano transporte de passageiros tanto nas cidades como nas rodovias

Em sintonia com a crescente exigência da redução de emissões e de ruído nas atividades de transporte, as maiores fabricantes de ônibus e de componentes apresentaram no Salão Internacional de Veículos Comerciais 2018, em Hannover, na Alemanha, seus lançamentos que priorizam a tecnologia elétrica e a propulsão alternativa com o uso do gás natural e do biodiesel em lugar do diesel.

Das estreias da Daimler Buses, o grande destaque é o novo e totalmente elétrico Mercedes-Benz eCitaro, que leva a mobilidade elétrica dos ônibus urbanos a um nível superior, oferecendo um padrão impressionante de eficiência energética, graças a uma série de avançados componentes, de acordo com a empresa.

O eCitaro marca o início de uma iniciativa inovadora de mobilidade elétrica, porque, em conjunto com esse lançamento mundial, a Daimler Buses está apresentando um claro cronograma para o trem de força dos ônibus urbanos de um futuro muito próximo. O novo eCitaro já está sendo usado em cerca de 30% das operações de ônibus urbanos. Com a próxima geração de baterias “solid state” e com célula de combustível para maior autonomia, essa proporção aumentará para perto de 100% dentro de poucos anos.

O eCitaro é parte integrante do conceito eMobility da Daimler Buses. Este sistema apoia os operadores de transporte em tudo, oferecendo serviços de consultoria, sistema de gestão de carga inteligente e treinamento de seus funcionários. O eMobility e o eCitaro ajudam assim a abrir caminho para a mobilidade elétrica em ônibus nas cidades.

Outro lançamento do grupo Daimler é o ônibus de dois andares Setra TopClass S 531 DT. Além do design impressionante, segundo a fabricante, o veículo se destaca como solução ideal quanto à aerodinâmica e à eficiência no consumo de combustível, com máxima variabilidade, conforto e segurança.

Esse ônibus Setra é indicado para rotas turísticas ou em serviço regular, apresentando uma gama excepcional de equipamentos de segurança de série, desde o novo Active Brake Assist 4 até o sistema de extintor de incêndio.

Com a introdução de novos sistemas de assistência, a Mercedes Benz e a Setra estão estabelecendo padrões para os ônibus urbanos e rodoviários em termos de segurança ativa. Um deles é o Active Brake Assist 4 para os ônibus de turismo é o primeiro sistema de frenagem emergencial que também freia para pedestres. Será equipamento de série nos ônibus rodoviários da Mercedes Benz e da Setra em 2019.

O “Preventive Brake Assist” é o primeiro sistema ativo de assistência de frenagem para ônibus urbanos. Por sua vez, o “Sideguard Assist” para os ônibus urbanos e rodoviários consegue alertar sobre a presença de pedestres, ciclistas e obstáculos parados quando se está fazendo curvas.

Esse sistema está disponível para todos os ônibus urbanos e rodoviários da Mercedes Benz e da Setra.

VOLKSWAGEN – Em sua primeira participação como expositora oficial da IAA, na Alemanha, a Volkswagen Caminhões e Ônibus apresentou o melhor da tecnologia brasileira para veículos comerciais. A avant-premiére mundial de suas novas tecnologias elétricas com o ônibus Volksbus e-Flex e o caminhão e-Delivery evidenciou o que a marca prepara para o futuro.

Esta foi a primeira vez também que a VWCO dividiu espaço com as demais marcas do Grupo Traton em um hall exclusivo.

Além de se mostrar na tecnologia de alguns veículos, a sinergia se comprovou através do anúncio da chegada da plataforma RIO, também pertencente ao grupo, à América Latina em 2019 para oferecer soluções digitais aos clientes da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

“Essa foi a nossa nona participação na feira, mas pela primeira vez como expositora oficial da IAA. É um momento histórico para nós, pois representa a importância que ganhamos dentro do Grupo Traton”,

afirma Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

Apresentado de forma inédita ao mercado, o Volksbus e-Flex ratificou a estratégia da VWCO de investir em tecnologias elétricas para ajudar a pavimentar o caminho futuro da indústria de transporte de passageiros. E já chega com data para estrear suas vendas: o ônibus elétrico será testado a partir do ano que vem nas ruas e sua produção em série está prevista até 2021, na fábrica da montadora em Resende (RJ).

SCANIA – A sustentabilidade é o tema orientador da Scania no IAA e toda a linha de ônibus urbanos e rodoviários da empresa é movida por combustível alternativo – desde o Citywide LE Suburbano híbrido até o Interlink High Decker para HVO (óleo vegetal hidrotratado).

A Scania estreou seu primeiro ônibus rodoviário movido a gás liquefeito, o Interlink Medium Decker. O veículos destina-se a operações de até 1.000 quilômetros e complementa a ampla linha de ônibus com opções de combustível alternativo para viagens rodoviárias entre cidades.

Segundo a Scania, como o gás liquefeito está se tornando cada vez mais disponível por toda a Europa, bem como em muitas outras partes do mundo, esta é uma alternativa oportuna e viável.

As operações de transporte com motor movido a gás liquefeito têm o potencial de reduzir emissões de CO2 em 20% enquanto também diminuem substancialmente as emissões de óxido de nitrogênio e matérias particuladas. Além disso, os níveis de ruído ficam bem mais baixos. A Scania também exibiu seu ônibus Citywide Low Floor movido a bateria elétrica, que atualmente está em operação regular na cidade de Ostersund, no norte da Suécia.

VOLVO – O ônibus urbano Volvo 7900 Elétrico-Híbrido exibido no salão IAA é silencioso, mais limpo e com consumo de energia significativamente inferior. O veículo representa uma nova geração de soluções em transporte público.

O Volvo 7900 Elétrico-Híbrido faz parte da linha Volvo de eletromobilidade, que inclui veículos híbridos, elétrico-híbridos e 100% elétricos. Sua tecnologia “plug-in” reduz o consumo de combustível e as emissões de CO2 em até 75%, em comparação com os ônibus diesel convencionais equivalentes.

O consumo total de energia é reduzido em 60%. O Volvo 7900 Elétrico Híbrido oferece alta flexibilidade operacional, podendo operar como ônibus elétrico em regiões selecionadas, com o pequeno motor diesel, proporcionando autonomia ampliada. As baterias são recarregadas em cerca de 3 a 6 minutos.

Com comprimento de 12 metros, altura de 3,28 metros e largura de 2,55 metros o Volvo 7900 Elétrico Híbrido é equipado com motor elétrico acionado por baterias de lítio, com potência de 150 kW. A recarga é rápida nas estações de carregamento com conexão à linha na parte superior do veículo. Leva de três a seis minutos.

ZF – A condução autônoma e a conectividade simplificam os processos de transportes com veículo elétrico. Foi esse tema que a ZF apresentou no IAA 2018. A empresa pretende investir mais de 12 bilhões de euros nas áreas de mobilidade elétrica e direção autônoma nos próximos cinco anos

Como resposta às solicitações internacionais para ônibus movidos a eletricidade, a ZF já vendeu mais de mil eixos portais elétricos AxTrax AVE. Em breve, estas soluções entregarão emissões zero para milhões de passageiros em cidades como Los Angeles, Londres e Stuttgart.

A ZF reforça essa tendência com conceitos inovadores e grandes investimentos. A mobilidade elétrica e a direção autônoma são estrategicamente importantes para a empresa.

A ZF e a montadora New Flyer of America têm cooperado há muito tempo para fabricar ônibus potentes e eficientes. Uma encomenda ilustra bem como duas as empresas se beneficiaram desta parceria na era da eletromobilidade. Ao todo cem ônibus da série do modelo elétrico Xcelsior Charge serão entregues a empresas de transporte público em diversas cidades americanas até 2020 como Los Angeles, Seattle, Boston e Minneapolis.

Por