Arena ANTP: a revolução do transporte

Expositores exibem produtos e serviços desenvolvidos para construir um novo modelo de mobilidade urbana no Brasil, mais conectado e inovador

A feira que ocorre paralelamente à Arena ANTP – Congresso Brasileiro de Mobilidade Urbana 2019 apresenta as transformações que estão surgindo na área de transporte público, principalmente no que se refere às inovações tecnológicas. Conectividade e integração se tornaram conceitos-chave para compreender o que acontece no Brasil e no mundo. Os sistemas inteligentes de transporte (ITS) agregam cada vez mais funcionalidades às soluções de bilhetagem eletrônica, propiciando mais segurança aos operadores e melhores condições aos passageiros. O usuário agora é visto como um cliente, que exige mais qualidade e está ávido por informações que facilitem o planejamento de suas viagens e, em última análise, sua relação com o espaço urbano.

Esse cenário cheio de mudanças e desafios levou as empresas do setor a investirno desenvolvimento de ferramentas e serviços que tornam a experiência do passageiro mais confortável, sem perder de vista o equilíbrio econômico do sistema de transportes. Antigas formas de se locomover, como bicicletas e patinetes, ganham outra concepção aliada à modernidade e às preocupações com o meio ambiente, e são integradas aos meios de transporte tradicionais como ônibus, trens e metrô.

Novos meios de pagamento surgem para dar mais opções ao usuário e atrair novos adeptos para o transporte público. Os aplicativos já revolucionaram a mobilidade e, se antes eram vistos como ameaça, agora passam a ser incorporados pelos gestores e empresários brasileiros.

O aplicativo KIM, desenvolvido pela Transfone, que já está presente nas cidades de Salvador, Bahia e Nova Lima, em Minas Gerais, é uma solução para recarga do cartão de transporte, que também fornece informações sobre itinerários das linhas, horários dos ônibus e mapas. Agora, o app surge com novas funcionalidades com o nome de KIM+. “As funções da versão anterior foram mantidas e agregamos novas possibilidades. A proposta é valorizar o cliente do transporte público, proporcionando- lhe uma série de benefícios”, conta Lanna Tonussi, head de marketing do KIM+.

A plataforma, em sua versão atualizada, oferece cartão de débito digital, QR Code e carteira digital. “Queremos atingir também aquela parte da população que ainda não tem conta em banco. Esse cliente pode utilizar o aplicativo para fazer pagamentos e transferência entre contas (TED e DOC), além de poder verificar saldos e extratos.

O usuário encontra ainda descontos em uma série de produtos e serviços, além de lojas virtuais”, acrescenta a executiva.

Outras novidades são o clube de benefícios e um programa de pontos. O KIM+ também permite a recarga de celulares e oferece um canal de denúncia para casos de assédio e violência no transporte público.

“O cliente pode acessar conteúdos, com recarga de créditos digitais e de canais de TV pré-pagos e de jogos online”, diz Lanna Tonussi. Segundo a empresa, já existem 23 cidades que irão adotar o aplicativo, como Vitória e Vila Velha, no Espírito Santo, e a capital baiana, que irá disponibilizar a nova versão.

A Maxtrack é uma empresa que atua no rastreamento de frotas e gestão de negócios, que tem foco na inovação e na pesquisa tecnológica. “Somos a maior empresa de rastreadores da América Latina.

Desenvolvemos todo o tipo de tecnologia”, afirma Gustavo Horta Travassos, CEO da companhia. O executivo conta que a empresa é líder em rede de conectividade LoRa, uma tecnologia de  radiofrequência que funciona em locais com baixa penetração de RF e que tem baixo consumo energético e pode atuar em grandes distâncias.

A empresa apresenta no evento o computador de bordo com visão computacional, DVR, roteador wi-fi para 50 conexões simultâneas, gateway LoRaWAN, 4G.

Outra novidade é o roteador de garagem ou terminal com DVR, roteador wi-fi para 50 conexões simultâneas e gateway LoRa-WAN.

No transporte público, a plataforma Denox Pro permite a integração de aplicações para suporte a serviços de campo, despacho automatizado de ordens de serviço, geração e análise de imagens da operação e integração entre veículos, terminais e sensores em campo. A solução também possibilita a gestão em tempo real de operações complexas com o tratamento de imagens, dados de sensores e sistemas internos em uma única solução. A Maxtrack tem como principais clientes seguradoras de veículos, operadores logísticos, além de empresas de transporte de cargas e passageiros.

A Harsco Rail apresenta um sistema secundário de segurança para diminuir o potencial de colisão entre ônibus, pedestres e ciclistas. O Safe Turn Alert (STA) é projetado para enviar um aviso sonoro e luminoso logo que uma manobra no ônibus é executada. Assim, pedestres e ciclistas são alertados ao estarem posicionados em cruzamentos e faixas de pedestres. De acordo com o fabricante, as vantagens na utilização da tecnologia são numerosas. “Além de não adicionar nenhuma atividade ao motorista, o sistema permite o acompanhamento do histórico de acionamentos, localização GPS, criação de um perímetro virtual para a operação do veículo, múltiplas gravações de alertas sonoros e a possibilidade de detecção de pontos cegos, aumentando o desempenho da operação”, informa a empresa.

Sem necessidade de qualquer alteração na estrutura do ônibus, o STA funciona por sensores de proximidade, instalados junto ao braço de direção. Quando o volante é girado, o sensor é acionado, e o sistema reproduz uma mensagem de áudio externamente ao ônibus, juntamente com avisos opcionais visuais de Led. O STA pode ser aprimorado com o sistema opcional de aviso de pontos cegos, para alertar o motorista sobre a presença de pedestres, ciclistas e veículos. O sistema possui GPS e geofencing (perímetro virtual), ajuste e configuração de volume e mensagens, além de registro de eventos e ativações do sistema, permitindo futuras análises sobre ocorrências.

Desenvolvido pela Audaz Tec, o aplicativo ABSMob foi criado para solucionar os problemas de mobilidade corporativa. Por meio dele, os funcionários usuários de vale-transporte, vale-combustível e proprietários de veículos se conectam e compartilham o uso de automóveis. Dessa forma, além de encontrarem as melhores e mais econômicas maneiras de se deslocarem até o trabalho, eles repassam as informações do uso do VT à empresa apenas apontando no aplicativo e, então, recebem recompensas.

Veja também

Por