Votorantim Cimentos lança transportadora digital Motz

A Motz, que já atua no transporte de materiais para a companhia há dois anos, passa a operar de forma independente e busca novos clientes no mercado

Márcia Pinna Raspanti

A Votorantim Cimentos apresenta oficialmente ao mercado a transportadora digital Motz, que irá conectar cargas de embarcadores com motoristas autônomos por meio de uma plataforma digital. A empresa foi criada inicialmente para transportar matérias-primas e produtos da Votorantim Cimentos, mas agora o objetivo é atrair outros clientes. A Motz conta com uma base de 20 mil profissionais autônomos.

“No ano passado, já transportamos 11 milhões de toneladas quase exclusivamente de cargas da própria Votorantin. Para este ano, a meta é chegar a 15 milhões de toneladas, ampliando a participação dos clientes externos para 10%. E em cinco anos, queremos ter 40% de clientes externos”, conta André Pimenta, head da Motz.

A Motz irá atuar com foco em cargas secas, correlatas à cadeia de produtos da construção civil, podendo atender diversos segmentos, como agronegócio, mineração e siderurgia.

“Já temos clientes nestes segmentos, que trabalham com cargas semelhantes às nossas. Como a Votorantim Cimentos tem ampla capilaridade e um volume de cargas muito grande, a ideia é proporcionar aos motoristas um fluxo de ida e volta. O motorista tem a liberdade de escolher qual carga irá transportar, mas a tendência é ‘casar’ as entregas de outros clientes com as da Votorantim”, explica Pimenta.

Por meio do aplicativo destinado aos motoristas autônomos, a Motz monitora e acompanha todo o processo de transporte da cargas. Para acessá-lo é necessário ter apenas um CPF. Já os embarcadores possuem um portal específico que contempla o fluxo completo da colocação do pedido, transporte, entrega até o pagamento do frete.

“Temos uma grande preocupação com segurança e um cuidado especial na seleção dos motoristas. Nossa ideia é fidelizar o motorista e, para isto, estamos construindo um ecossistema para facilitar a vida destes profissionais, com programas e parcerias voltados para eles”, enfatiza Pimenta.

O trajeto dos motoristas e das cargas é acompanhado, por meio do aplicativo, pelo centro de controle operacional da empresa, em Curitiba. “Não se trata apenas de fazer a ligação entre os autônomos e os embarcadores, mas de operar realmente o negócio. Nos responsabilizamos pelas cargas”, destaca Pimenta.

Apesar de pertencer à Votorantim Cimentos, a Motz tem uma gestão independente e autonomia administrativa. “Acreditamos que existe espaço para melhorar a qualidade do serviço logístico oferecido no país. Buscamos uma solução de negócio mais digital, uma empresa focada 100% na cadeia de transportes rodoviários, com atuação muito próxima dos motoristas e dos embarcadores, e com novas ferramentas para facilitar o dia a dia. E que atue de forma independente, indo além do setor da construção civil e buscando parcerias e sinergias com outras áreas e negócios”, afirma o diretor de logística da Votorantim Cimentos, Luis Eduardo Vallim.

Por 
RODOVIÁRIO