Vendas de pneus de carga recuam 2,1% no primeiro quadrimestre de 2022

Dos 2,61 milhões de pneus comercializados no mercado brasileiro de janeiro a abril deste ano, 1,99 milhão de unidades foram para o mercado de reposição e 612.438 para as montadoras

Sonia Moraes

As vendas de pneus de carga tiveram queda de 0,8% em abril em relação a março, com o total de 665.608 unidades. Em relação a abril de 2021 (669.304 pneus) a retração foi de 0,6%, segundo a Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip).

Para as montadoras as fabricantes venderam 159.132 pneus de carga em abril 3,7% a mais que no mesmo mês de 2021 (154.248 unidades). Ao mercado de reposição foi repassado 506.476 pneus, o que representou uma queda de 1,7% em relação a abril do ano passado (515.056 unidades).

No acumulado de janeiro a abril, as fabricantes venderam 2,61 milhões de pneus de carga, 2,1% a menos que no primeiro quadrimestre de 2021, quando foram comercializados 2,66 milhões de pneus no mercado brasileiro. O mercado de reposição absorveu 1,99 milhão de pneus até abril, 2,23% abaixo do mesmo período de 2021 (2,04 milhões de unidades), e as montadoras receberam 612.438 produtos, queda de 1,5% sobre os 621.873 pneus vendidos nos quatro primeiros meses de 2021.

Incluindo todos os segmentos que são abastecidos pela indústria nacional (automóveis, veículos comerciais leves, carga e motos) a venda de pneus atingiu 4,78 milhões em abril, aumento de 0,4% em relação a março deste ano e 0,1% abaixo de abril de 2021, segundo a Anip.

No acumulado de janeiro a abril de 2022, as vendas totais atingiram 18,46 milhões de pneus, 26,9% superior ao primeiro quadrimestre de 2021, quando foram comercializados 18,86 milhões de pneus no mercado brasileiro.

Balança comercial-

No primeiro quadrimestre de 2022, a balança comercial do setor de pneumáticos apresentou déficit de US$ 47,166 milhões, com a importação de US$ 417,496 milhões e a exportação de US$ 370,330 milhões. Este saldo negativo é superior ao registrado no mesmo período de 2021, cujo déficit foi de US$ 11,950 milhões.

Em unidades, as fabricantes acumularam de janeiro a abril de 2022 saldo negativo de 4,51 milhões de pneus, com a importação de 9,23 milhões (11,5% inferior aos 10,43 milhões registrados no primeiro quadrimestre de 2021) e a exportação de 4,78 milhões de unidades (0,63% abaixo dos 4,68 milhões embarcados nos quatro primeiros meses de 2021). No mesmo período de 2021 o saldo de pneus em unidades ficou negativo em 5,74 milhões.

Por