Mercado de caminhões cresce 10,7% em maio

Emplacamentos de caminhões aumentam em maio em relação a abril; o mercado de ônibus apresenta resultados positivos no mês e no acumulado do ano

De acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), maio registrou o maior volume de emplacamentos de 2022 na indústria automotiva em geral. Com três dias úteis a mais do que em abril, os 338.440 veículos licenciados representam alta de 25,09% na comparação com o mês anterior, sendo superior, também, a maio de 2021 (+6,03%).

No mercado de caminhões, os emplacamentos seguem movimentados por pedidos realizados em meses anteriores e que ainda não haviam sido entregues. Na comparação de maio com abril, houve crescimento de 10,7%; enquanto em relação a maio de 2021, a retração foi de 9,07%. No acumulado do ano, o segmento apresenta pequena queda de 1,01% em relação ao mesmo período do ano passado.

“Apesar de ainda faltarem peças e componentes, um certo arrefecimento da demanda para novos pedidos tem feito com que a espera não exceda muito o período de 30 dias, para alguns modelos. Atualmente, este segmento está operando em um nível estável de oferta e demanda”, comenta o presidente da Fenabrave, Andreta Jr.

O segmento de implementos rodoviários, mesmo sendo menos dependente de insumos importados, tem sido afetado pela crise de logística, que dificulta a obtenção de peças e componentes. Muito se fala sobre a crise na fabricação de semicondutores e componentes de alta tecnologia, mas o mundo também vive uma crise de logística, que impacta na produção de diversos segmentos econômicos, como implementos”, explica o presidente da entidade.

Em comparação a abril, os emplacamentos de implementos rodoviários apresentaram expansão de 9,78%; enquanto na comparação com maio de 2021, houve redução de 9,91% e, no acumulado do ano, queda de 9,47%.

Segundo a Fenabrave, os ônibus vêm consolidando resultado positivo no acumulado dos cinco primeiros meses de 2022. “O volume ainda é pequeno e bastante dependente dos programas governamentais de transporte público, mas, é importante que os emplacamentos estejam superiores aos registrados em 2021, ainda que não de forma tão significativa”, afirma o presidente da entidade.

O mercado de ônibus cresceu 27,28% em maio, em comparação ao mês anterior, e avançou 2,06% na comparação com maio de 2021. No acumulado do ano, o resultado também é favorável, com aumento de 3,11% nos emplacamentos.

Por