Produção em queda

gráfico em queda

A produção nacional de carrocerias para ônibus caiu 27% no primeiro trimestre de 2015, em comparação a igual período do ano passado. Entre janeiro e março deste ano foram fabricadas exatas 5.000 carrocerias, frente a 6.863 feitas em igual período de 2014, conforme dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus (Fabus). A produção dos três primeiros meses do ano dividiu-se em 3.022 urbanos, 996 rodoviários, 344 intermunicipais e 638 micro-ônibus.

Somente no mês de março, saíram das linhas de produção das encarroçadoras um total de 1.802 unidades, número 22,4% inferior às 2.324 registradas em março de 2014. A produção dividiu-se em 1.026 urbanos, 417 rodoviários, 95 intermunicipais e 264 micro-ônibus.

A Fabus reúne as sete principais encarroçadoras do país: Marcopolo, Marcopolo Rio, Caio Induscar, Comil, Irizar, Neobus, e Mascarello.

grafico_carrocerias_de_onibus_2014

CHASSIS

Já as vendas de novos chassis para ônibus caíram 24,8% nos primeiros três meses deste ano, com o licenciamento de 5.207 veículos, frente a 6.927 unidades licenciadas em igual período do ano passado, conforme levantamento da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

A produção de chassis para ônibus de janeiro a março somou 8.137 unidades, volume cerca de 17,7% inferior aos 9.881 fabricados no primeiro trimestre de 2014. A produção dos três primeiros meses de 2015 dividiu-se em 6.581 urbanos e 1.556 rodoviários.

Por