Tecnologia

O Programa Volvo de Segurança no Trânsito apresenta o app Eu Rodo Seguro, uma ferramenta de gestão de risco voltada para o motorista

O Programa Volvo de Segurança no Trânsito faz o lançamento do aplicativo Eu Rodo Seguro, desenvolvido para fazer a gestão de risco de acidentes nas rodovias federais brasileiras. O aplicativo é uma evolução do Portal Atlas da Acidentalidade no Transporte e tem como objetivo contribuir para a redução do número de mortos e feridos. O lançamento integra as ações que celebram os 40 anos de atuação da Volvo no Brasil.

O aplicativo emite alertas sonoros quando o motorista estiver se aproximando dos trechos com maior risco de acidentes nas rodovias federais brasileiras.

“É uma ferramenta que ajuda o motorista a adotar um estilo de direção preventivo e a chegar ao destino em segurança, uma vez que o sinal de alerta é um aviso para que redobre a atenção nos trechos de periculosidade alta e moderada. Agindo dessa forma, todos contribuem para evitar acidentes e salvar vidas”, diz Anaelse Oliveira, coordenadora do programa. “As empresas que usarem o app poderão orientar os motoristas antecipadamente e, durante o trajeto, eles ainda receberão alertas para aumentar a atenção próximo aos trechos de maior risco”, complementa.

De acordo com dados da edição de 2019 do Atlas da Acidentalidade no Transporte, em 2018 foram registados 69,2 mil acidentes que deixaram 76,5 mil feridos e 5,27 mil mortos nas rodovias federais brasileiras. O número corresponde a um média de 14,4 ocorrências por dia. “São números muitos altos. E baixar esses números depende de cada um de nós, das nossas atitudes no trânsito. O aplicativo auxilia empresários do setor de transporte e motoristas a ter uma gestão mais segura da viagem”, argumenta Alexandre Parker, diretor de Responsabilidade Corporativa e Institucional da Volvo.

Os dados do Atlas apontam que os trechos das rodovias federais com o maior número de mortos e feridos do país encontram-se nos estados de Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. Em comum, os trechos com maior índice de periculosidade são próximos a cidades e com fl uxo de pedestres.

O pior trecho em número de acidentes e mortos do Brasil fica no município de São José, na Região Metropolitana de Florianópolis. A região está no topo da lista de acidentes graves desde que o Atlas da Acidentalidade no Transporte começou a ser editado, há cinco anos. Só em 2018, foram registrados no município 721 acidentes que deixaram 15 mortos e 754 feridos entre os quilômetros 204 e 213 da BR-101, e mais 283 acidentes com quatro mortos entre os quilômetros zero ao nove da BR-282 que também passa pela cidade. Outro trecho de alto risco fica em Guarulhos, entre os quilômetros 212 e 221 da BR-116. No ano passado, foram registrados no local 376 acidentes que resultaram em 20 mortos e 400 feridos.

Os trechos mais perigosos apontados pelo aplicativo são atualizados a cada semestre e são estabelecidos a partir dos dados do Atlas da Acidentalidade no Transporte. O levantamento é feito pela Tecnométrica, empresa de engenharia da informação, com base nas estatísticas de acidentes da Polícia Rodoviária Federal.

Foram incluídos no aplicativo os locais de periculosidade alta e moderada em todos os estados brasileiros, considerando o total de acidentes, mortos e feridos.

Santa Catarina e Minas Gerais são os estados com os trechos mais perigosos em acidentes envolvendo caminhões. O município de São José, na Região Metropolitana de Florianópolis, também está no topo da lista de acidentes com caminhões. Entre os quilômetros 204 e 213, da BR- 101, foram registrados 84 acidentes que resultaram em cinco mortos e 72 feridos. Em Minas Gerais, o trecho mais perigoso fica entre os quilômetros 469 e 478 da BR-251, próximo a Francisco Sá, onde ocorreram 25 acidentes que deixaram 11 mortos e 87 feridos.

O Atlas apresenta um diagnóstico dos acidentes nas rodovias federais brasileiras.

Aponta os locais com maior número de mortos e feridos (leves ou graves), as principais causas, as mais letais, e os dias e horários da semana com maior índice de acidentes. De acordo com o Atlas, o comportamento inseguro é o principal motivo de acidentes nas rodovias. E a falta de atenção lidera disparado a causa de mortes e ferimentos em acidentes de trânsito. É, sozinha, responsável por cerca de 40% dos acidentes. As outras causas mais letais são excesso de velocidade e desobediência à sinalização.

Para usar o aplicativo, antes de sair de viagem, o motorista deve indicar sua origem e destino e clicar na lupa para traçar a rota. Feito isso, o aplicativo vai apontar os trechos de risco grave e moderado, e emitir alertas sonoros toda vez que o veículo estiver se aproximando de um desses locais. O Eu Rodo Seguro é gratuito e está disponível para os sistemas Android e IOS, nas lojas Google Store e Apple Store. Trabalha em conjunto e paralelamente com o navegador GPS utilizado pelo motorista e funciona offline.

As inovações tecnológicas se tornaram fundamentais na busca por mais produtividade, segurança e eficiência das frotas e dos negócios

A Fenatran 2019 representa uma oportunidade para conhecer o que existe de mais avançado em termos de monitoramento e soluções tecnológicas para gestão de frotas e estoques. A MiX Telematics mostra produtos para telemetria, como o equipamento com câmeras (MiX Vision), e soluções embarcadas que permitem a comunicação do gestor de frota com os motoristas, como o MiX Smart e o Rovi Mini que informa ao motorista os erros de direção e os eventos de manutenção com mensagens de voz.

Por meio de integração com a plataforma MiX Fleet Manager e computadores de bordo, o gestor programa os eventos que precisam ser monitorados como freadas bruscas, direção perigosa e distrações.

Alexandre Fagundes, gerente de produtos e marketing da empresa no Brasil, explica que a empresa vem crescendo expressivamente, desde o início das operações.

“Acreditamos no Brasil, que é um país de dimensões continentais com vantagens competitivas em diversos setores, especialmente no agronegócio”, afirma.

Para pequenas e médias frotas, a empresa criou a nova família de soluções MiX Now. A plataforma foi lançada em grande escala nos Estados Unidos, e agora está adaptada à realidade do mercado brasileiro.

Segundo a empresa, a plataforma é prática para instalar e fácil de usar, pois utiliza painéis (dashboards), que dão uma visão rápida da utilização da frota e eventos de excesso de velocidade.

O MiX 2000 é o coração da solução MiX FM Essential e atende a telemetria básica, com monitoramento do comportamento do motorista em frotas leves e de distribuição.

As maiores aplicações da solução são a redução do risco de acidentes, de multas e ociosidade da frota, além do acompanhamento logístico da frota.

WORSHOP

A Praxio, que fornece soluções tecnológicas para transporte rodoviário e para logística, exibe inovações em tecnologia de gestão específicas para o setor. Entre elas, o novo ERP para transporte de cargas, que engloba os benefícios do sistema de gestão integrada e automatiza toda a emissão de documentos de transporte por meio do uso de robôs, reduzindo custos operacionais de transportadoras.

No evento, a Praxio também apresenta torre de controle operacional, um sistema de gerenciamento de todas as informações que garantem o compartilhamento da gestão com os embarcadores em tempo real.

Outras soluções também ganham destaque na feira, como a ferramenta de aferição e controle de pneus, Business Intelligence para transporte (agora com a parceria da FGV IBRE), TMS e plataforma para cotação e auditoria de frete. Além disso, a empresa aproveita a Fenatran 2019 para discutir o que há de mais moderno em tecnologia e serviços para transporte em workshop organizado pela OTM Editora, com foco em transporte e inteligência logística do mercado brasileiro.

SUSTENTABILIDADE

A Sascar, empresa do Grupo Michelin, traz soluções que reforçam a promoção da mobilidade sustentável. “As novidades deste ano estão em linha com o posicionamento da marca no Brasil e no mundo, nossas novas soluções representam mais um passo em direção à prevenção de acidentes e aumento da eficiência logística pela análise de dados e geração de informação em tempo real”, comenta André Moreto, diretor de marketing e televendas da companhia.

A câmera de fadiga e desatenção, uma tecnologia nacional desenvolvida pela própria Sascar, consiste em sistema de gravação de vídeos inteligente, capaz de identificar, quantificar e gerar um alerta quando o motorista demonstrar cansaço ou desvio de foco da direção. A solução conta com um algoritmo que pode interpretar as imagens captadas pelas câmeras e, a partir disso, gerar alertas instantâneos aos gestores de frota quando o condutor tiver qualquer reação não recomendada.

A torre de controle e os smart reports são os outros destaques da Sascar. “A torre de controle permite o monitoramento da frota e motoristas on-line em tempo real, considerando todas as medições captadas pelos dispositivos de telemática de forma completa, eficiente e intuitiva, em painel multi telas. Os relatórios inteligentes trazem informações relevantes para a tomada de decisão em seus negócios, além de um acompanhamento consultivo do time Sascar para montar planos e ação”, explica Moreto.

SEGURANÇA

A Mobileye apresenta ao mercado a tecnologia Mobileye 630. “A Fenatran é a principal vitrine para o setor de transporte voltado ao segmento de frotas. É uma grande oportunidade para apresentarmos a tecnologia de prevenção de colisões da Mobileye”, afirma Celso Gitelman, CEO da FFTech, representante ofi cial e exclusivo da Mobileye, an Intel Company no Brasil.

A tecnologia Mobileye está integrada em mais de 40 milhões de veículos de diferentes modelos nas principais montadoras do mundo, e aos sistemas já existentes para gestão de frotas. Instalado no painel do veículo, o visor do Mobileye 630 emite sinais de alerta ao calcular potenciais riscos como impacto em outro veículo, o cruzamento de pedestres e ciclistas, ou ainda a saída do motorista das faixas que delimitam o sentido das estradas e rodovias.

Com capacidade para identificar formas, veículos e pedestres, além de texturas como marcações de faixa e placas de sinalização de trânsito, o Mobileye 630 interpreta dados internos e externos captados por meio de uma câmera instalada no parabrisa do automóvel.

Essa tecnologia previne 90% dos acidentes decorrentes de falhas humanas e que causam, anualmente, 1,5 milhão de mortes e deixam 50 milhões de feridos em estradas no mundo, de acordo com dados da empresa.

A companhia apresenta também o dispositivo Mobileye 8 Connect, que prevê colisões e cria mapas de alta definição das ruas e estradas. É uma tecnologia que tem o intuito de preparar as cidades para o carro autônomo. A Mobileye atua no desenvolvimento de visão artificial, machine learning, análise de dados, localização e mapeamento de tecnologias para os sistemas de assistência avançada ao motorista (ADAS) e soluções de condução autônoma.

LOGÍSTICA

A Senior exibe durante a Fenatran todo o seu portfólio de produtos de logística, como o sistema de gestão de armazenagem (WMS) e gestão de transportes e frotas (TMS). Atualmente, cerca de 48% da movimentação de e-commerce varejista do país são feitos por meio de ferramentas da Senior, informa a empresa. Durante a Black Friday, o WMS da companhia responde por cerca de 300 mil pedidos diários em apenas um centro de distribuição. Além disso, por meio do TMS, quase 20 mil veículos são gerenciados pelo software.

Entre os clientes da empresa está a Luft, um dos maiores operadores logísticos do Brasil. Para controlar mais de 25 armazéns e 16 milhões de unidades de manutenção de estoques (SKU) cadastrados, a companhia conta com a solução WMS da Senior desde 2013. Gustavo Saraiva, chefe de informações da Luft, destaca que a ferramenta melhorou os processos. “Buscamos sempre inovar para proporcionar valor aos nossos clientes. Para isso, precisávamos de uma plataforma estável e robusta, com recursos avançados de usabilidade e navegabilidade, além de flexibilidade de parametrização e foi o que conquistamos com a Senior”,relata.

As ferramentas da área de logística da Senior são usadas também por outras grandes empresas brasileiras como Correios, Tegma, Magazine Luiza, Carrefour, Gerdau e Translovato.

De acordo com o responsável pela Logística da Senior, Anderson Benetti, esse pacote de ferramentas traz benefícios em curto prazo, aumentando a produtividade dos veículos, reduzindo o tempo de planejamento de rotas e viagens e permitindo acompanhar as entregas em tempo real.

“O mercado hoje precisa se adaptar à transformação digital e oferecemos ferramentas que facilitam esse processo, melhorando a eficiência das empresas e permitindo maior ganho de produtividade”, reforça.