Totvs desenvolve soluções para diferentes nichos de mercado

A Totvs amplia para novos mercados o software GFE, voltado para gestão de fretes. A solução que já atendia os embarcadores, que compram o frete para a distribuição dos seus produtos, passa a abranger, também, os transportadores e operadores logísticos. O sistema passou por melhorias que permitem maior flexibilidade para suprir as necessidades específicas desses segmentos. As transportadoras, por exemplo, costumam contratar empresas parceiras para atuar em áreas que não sejam cobertas pela sua malha logística. O GFE está preparado para suportar essa operação, permitindo a gestão completa dessas contratações.

Os operadores logísticos também podem se beneficiar com a solução. “Como estamos em um país com extensão continental, a maioria das transportadoras e dos operadores não consegue atender com sua frota própria a todas as regiões do país. Isso faz com que eles desenvolvam parcerias com outros transportadores, que atuam em regiões onde eles não têm presença territorial. Para isso, faz se necessária a subcontratação do frete, que pode iniciar na sua filial ou em outro destino, para os casos de redespacho, explica Angela Gheller Telles, diretora do segmento de Manufatura e Logística da Totvs.

Angela Telles

 

“O GFE faz o controle dessa operação, controlando e conferindo automaticamente os pagamentos e faturas geradas, assegurando um ganho significativo de produtividade, uma vez que, em geral, essas tarefas são realizadas manualmente, exigindo um grande time de pessoas para executá-las”, acrescenta.

Além da melhor gestão e controle, dos ganhos de produtividade, maior agilidade e eliminação de retrabalhos, o GFE ainda avalia a qualidade dos serviços prestados pela transportadora subcontratada, realiza comparativos e cria indicadores gerenciais para maior segurança na tomada de decisão. “Existe uma funcionalidade chamada negociação de fretes, em que são registradas todas as negociações realizadas até o fechamento da tabela de frete junto ao parceiro de transporte. A partir daí, o processo segue de forma automática e toda vez que for utilizado o serviço do parceiro de transportes, a solução faz o controle e a rastreabilidade do processo de ponta a ponta”, informa Telles.

O GFE passou a agregar novas funcionalidades, como a de pátios e portarias. Desenvolvida com o conceito de Yard Management System, a ferramenta proporciona a organização, monitoramento e aumento da produtividade na entrada e saída de produtos, permitindo a gestão do fluxo de caminhões, desde o agendamento e registro dos veículos, passando pela pesagem e inspeções necessárias, até o controle das filas, e abrangendo todas as atividades de transportes dentro das instalações da empresa. “A abertura de novos mercados para a solução GFE vai ao encontro do nosso objetivo de ser a única fornecedora de tecnologia dentro das empresas. A nossa especialização e trabalho contínuo leva à evolução de nossos produtos, que se tornam mais flexíveis”, acredita Telles.

Leia  mais  na revista Transporte Moderno nº480 no  Acervo Digital OTM

Veja também

Por