BYD amplia sua frota de ônibus totalmente elétricos no mundo

A cidade de Nottingham, no Reino Unido, acaba de inaugurar uma frota de 13 ônibus 100% elétricos de 12 metros de comprimento, juntamente com o respectivo equipamento para recarga, fabricados pela BYD, gigante chinesa em soluções em energia e transporte sustentáveis.

A aquisição dos ônibus foi facilitada por uma concessão de 1,4 milhão de libras esterlinas pelo DfT Green Bus Fund, um fundo do governo britânico para auxiliar operadoras de transportes e autoridades locais inglesas na aquisição e introdução de ônibus com baixas emissões de carbono. O investimento remanescente, de 2,1 milhões de libras esterlinas, foi realizado através da NCC Workplace Parking Levy, uma iniciativa da câmara municipal de Nottingham para a cobrança de tarifas sobre estacionamento em locais de trabalho, pagas pelo empregador. A nova frota será uma adição a uma frota de 45 ônibus elétricos já existente, assim como a um projeto de bondes em expansão na cidade. A câmara municipal de Nottingham estabeleceu uma parceria com a região que forma a grande Nottingham para estimular todos os meios de transporte; como ônibus, táxis, bondes, bicicletas e veículos de passeio; a fazer uma transição para plataformas eletrificadas sustentáveis, com mais energia gerada localmente através da incineração de lixo e painéis solares.

Para esse contrato de milhões de libras, a BYD oferece uma garantia de cinco anos para os componentes do sistema de propulsão alimentados pela renomada tecnologia BYD de baterias de fosfato de ferrolítio. A BYD é a maior fabricante de ônibus elétricos do mundo, e seus ônibus de 12 metros já foram testados em mais de 50 cidades europeias. Operadoras de transporte tiveram vantagens consideráveis em termos de custos operacionais de tais veículos, graças ao baixo custo da eletricidade em comparação com o diesel.

A importância para a BYD da aquisição da frota pelo município de Nottingham é que essa é a primeira frota elétrica no Reino Unido depois de Londres, que ainda possui a maior frota de ônibus elétricos da Europa, fornecida ao grupo Go-Ahead em nome da operadora Transport for London.

A BYD assegurou sua primeira grande encomenda de ônibus 100% elétricos em Israel. Uma frota de 17 ônibus de 12 metros atenderá o município portuário do norte de Haifa, a terceira maior cidade de Israel. Os ônibus serão operados pela Egged, com quase 3.000 ônibus, a maior operadora de ônibus do país.

Os ônibus foram adquiridos depois que a BYD venceu uma concorrência. O sucesso veio após os testes realizados com um ônibus 100% elétrico BYD que opera em Tel Aviv, a segunda maior cidade de Israel, desde 2013. Em Haifa, os ônibus da nova frota deverão rodar 200 km por dia.

Em uma cerimônia de lançamento que aconteceu essa semana, o gerente de compras da Egged Nir Landau, afirmou que a expectativa é de que a operadora encomende outros ônibus elétricos BYD nos próximos 18 meses, para aumentar para 10% a proporção de ônibus de energia limpa na frota de Haifa.

“É o início de uma revolução na área de Haifa, que visa reduzir a poluição proveniente do transporte público por meio do investimento planejado de 93,6 milhões de euros”, contou Ze’ev Elkin, ministro da Proteção Ambiental de Israel.

“Estes ônibus são apenas o começo. Pretendemos introduzir transportes sustentáveis na área de Haifa e em todo o país”, acrescentou Yisrael Katz, ministro dos Transportes.

“Este é um desenvolvimento muito significativo para o BYD, um novo país para a BYD que reconhece a força do nosso produto. E é importante ressaltar que foi a boa experiência ao longo de quatro anos do nosso ônibus experimental em Tel Aviv que levou ao anúncio desta semana. A tecnologia comprovada dos pedidos já existentes e o extenso programa de testes nos levarão a ter ainda mais sucesso de vendas em muitas das cidades em nossa região que só agora estão implementando o transporte verde que vemos em Haifa”, comentou Isbrand Ho, diretor geral da BYD Europa.

Em uma votação unânime, o Conselho da Los Angeles Metro, um dos maiores sistemas de transporte dos Estados Unidos, assinou um contrato para adquirir 60 ônibus de modelo K9, de 12 metros, totalmente elétricos com o fabricante local BYD. Este é um dos maiores contratos individuais para ônibus elétricos da história dos Estados Unidos e irá gerar 59 novos empregos diretos na fábrica da BYD em Lancaster, na Califórnia.

A LA Metro espera usar os ônibus para eletrificar a operação da Silver Line, que corre por todo o condado, de El Monte até o centro de Los Angeles e do centro para o sul, até San Pedro. Esta rota abrange uma série de comunidades que defendem significantemente que a política ambiental tenha como necessidade esse tipo de investimento na qualidade do ar.

“As comunidades ao longo da Silver Lane merecem ar limpo e estamos satisfeitos por a LA Metro estar comprometida com operações elétricas”, disse Stella Li, presidente da BYD America. “Além de um passeio mais silencioso e com emissões zero ao longo da Silver Lane, esses ônibus significam mais empregos no condado de Los Angeles. Estamos muito felizes em começar a trabalhar produzindo esses ônibus para a LA Metro”, afirmou a presidente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Após Londres, Sydney e Amsterdã, esse novo contrato de Los Angeles demonstra que os ônibus elétricos estão ficando cada vez mais competitivos pelo mundo todo. E no Brasil, logo mais, também veremos grandes contratos para melhorar o transporte público, ao mesmo tempo em que reduzimos emissões de poluentes e de ruídos nas cidades”, disse Adalberto Maluf, diretor de marketing, novos negócios e sustentabilidade da BYD do Brasil.

A fábrica em Lancaster emprega atualmente mais de 700 californianos que fazem ônibus e caminhões elétricos. “A LA Metro certamente tem o direito de ser eletrificada e estamos particularmente satisfeitos por trabalhar com uma empresa como a BYD, que tem um compromisso claro de trabalhar com a nossa comunidade e parceiros trabalhistas para criar um canal para as populações mal atendidas e sub-representadas em bons empregos”, acrescentou Erika Thi Patterson, diretora de política nacional trabalhista da Jobs to Move America.

O K9, ônibus 100% elétrico da BYD, também começa a operar em Canberra, a capital da Austrália, após o sucesso em Sydney e Brisbane.

Canberra, que está localizada no Território da Capital da Austrália (ACT), é conhecida em todo o mundo como o “Jardim da Oceania”. No entanto, com a crescente população e congestionamento do tráfego, a poluição ambiental tornou-se uma preocupação para os residentes deste oásis urbano.

“Aproximadamente 25% das emissões de gases de efeito estufa no ACT provêm de veículos. Os veículos elétricos serão, sem dúvida, a solução mais efetiva para reduzir a poluição ambiental”, disse Meegan Fitzharris, ministra dos Transportes e Cidade de ACT.

O K9 é alimentado com baterias de fosfato de ferro-lítio, com autonomia de cerca de 250 km com uma única carga sob as condições das estradas urbanas normais.

BYD entregou seu primeiro lote de ônibus elétricos para o aeroporto de Sydney, que os colocou em operação em agosto passado. O operador de transporte terrestre do aeroporto adicionou mais 40 ônibus elétricos em janeiro de 2017, estabelecendo um novo recorde na Austrália para operações urbanas com ônibus elétricos. Já em junho de 2017 foi a vez do aeroporto de Brisbane selecionar a BYD como fornecedora de ônibus elétricos para seu serviço de transporte entre os terminais domésticos e internacionais do aeroporto da cidade.

Leia  mais na revista na revista Technibus nº131 no Acervo Digital OTM

You may also like

By