Já são 1,8 milhão de caminhões na frota brasileira

O número de veículos pesados que circulam pelas estradas brasileiras
aumentou 0,2% no ano passado e a idade média se manteve em dez anos,
segundo levantamento realizado pelo Sindipeças

A frota de veículos que circulam pelas estradas brasileiras (incluindo automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus) apresentou um crescimento de 1,2% em 2017 na comparação com o ano anterior, totalizando 43,4 milhões de unidades, segundo levantamento realizado pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças).

A maior quantidade de veículos rodando pelo país no ano passado foi estimulada pelos automóveis que aumentou 1,1% a sua frota e fechou 2017 com 36 milhões de unidades. O número de comerciais leves cresceu 1,8% atingindo 5,1 milhões de veículos e o de caminhões avançou 0,2%, totalizando 1,8 milhão de veículos. A frota de ônibus teve uma redução de 0,9% em 2017 na comparação com 2016, totalizando 382,3 mil unidades.

Dos mais de 43 milhões de veículos que transitam no país 37,4 milhões são veículos nacionais e 5,9 milhões são importados, que participam com 13,8% da frota circulante total do país.

A maior concentração destes veículos, que corresponde a 56,1%, está na região sudeste, sendo 36,8% no Estado de São Paulo, 10,4% em Minas Gerais e 8,9% no Rio de Janeiro.

No Rio Grande do Sul circulam 8,5% da frota brasileira, no Paraná 8,1% e em Santa Catarina 4,9% dos veículos. Em Goiás estão 2,9%, na Bahia 2,7%, em Pernambuco 2,3% e no Distrito Federal 2,3%.

Segundo o Sindipeças, dos 43,4 milhões de veículos que circulam pelas estradas brasileiras,

30% (que correspondem a 12,9 milhões) têm até cinco anos de idade, 35% (equivalentes a 15,1 milhões) possuem entre seis e dez anos, 17% (7,5 milhões) entre 11 e 15 anos, 12% (5,2 milhões) entre 16 e 20 anos e 6% têm mais de 20 anos de idade. Entre os caminhões que circulam pelo país, a idade

média em 2017 é de dez anos e oito meses e a dos comerciais leves, de sete anos e 11 meses.

A idade média dos ônibus aumentou de nove anos e 11 meses para dez anos e dois meses. Os automóveis possuem nove anos

Habitantes por veículo

Sobre a proporção de veículo por habitante o Sindipeças apurou que em 2017 havia no Brasil 4,8 habitantes por veículo, mantendo-se estável desde 2015. Na comparação entre 2017 e 2007, essa relação declinou 34,2%.

O levantamento do Sindipeças é realizado anualmente há mais de 20 anos e baseia-se na venda de veículos no mercado interno desde 1957. São feitos cálculos precisos por modelo, considerando-se índices de mortalidade para linha leve e pesada.

Por