Allison lança transmissão de nove marchas

No seu portfólio de eletrificação a empresa incluiu um sistema híbrido elétrico com autonomia aumentada até 15 quilômetros, ideal para aplicações em ônibus urbanos e em modelos articulados

A Allison Transmission anunciou no salão IAA 2018, de Hannover, Alemanha, que vai fornecer sua nova transmissão totalmente automática de nove velocidades para veículos médios em todo o mundo.

“Este é um momento emocionante de fazer parte do quadro de colaboradores da Allison e também de integrar a nossa indústria como um todo”, diz David S. Graziosi, presidente e diretor executivo da Allison Transmission. “As mudanças estão acontecendo rapidamente no nosso segmento e, no momento, a Allison tem um número de projetos em desenvolvimento muito superior ao de qualquer outro período da última década.”

Com uma relação de primeira marcha mais curta e uma gama de relações de marchas que é referência na indústria, a transmissão de nove velocidades proporciona economia de combustível significativa, pois o trem de engrenagens permite que o conversor de torque lock up atue prontamente na primeira marcha. Além disso, a transmissão inclui opcionalmente um sistema integrado de stop-start do motor, o que proporciona o engate imediato da transmissão e a imobilidade do veículo enquanto o motor é automaticamente religado.

A transmissão de nove marchas é ideal para caminhões de distribuição, de aluguel e de locação e para ônibus escolares.

“Com essa nova transmissão, a Allison continua demonstrando seu compromisso em ajudar a alcançar os padrões de eficiência de combustível e emissões veiculares”, comenta Graziosi.

O modelo Allison de nove marchas dispõe da mesma durabilidade das transmissões de seis marchas da Série 2000, que acumularam mais de 170 bilhões de quilômetros rodados em todo o mundo. A nova transmissão foi projetada para utilizar as mesmas interfaces propostas pelas fabricantes de veículos que sua antecessora de seis velocidades.

Além da transmissão de nove marchas, a Allison anunciou a ampliação do seu portfólio de eletrificação, que inclui um sistema híbrido elétrico com autonomia aumentada até 15 quilômetros. Ideal para aplicações em ônibus urbanos e em modelos articulados, o sistema apresenta emissões zero com o motor desligado, inclusive durante as aproximações e as partidas dos pontos de parada, criando um ambiente mais silencioso e saudável.

Recursos adicionais incluem uma bateria de íon de lítio com maior armazenamento de energia, o que proporciona maior autonomia para o motor; um inversor duplo menor e mais leve com resfriamento a água e etileno glicol para uma operação mais eficiente; e o Increased Power Accessory II, para melhorar o consumo de combustível usando o sistema híbrido para alimentar componentes acessórios, como ar-condicionado, compressores de ar e direção hidráulica.

“Este híbrido com autonomia elétrica ampliada se baseia em um dos sistemas de propulsão híbrida mais confiáveis e eficientes”, explica Graziosi. “Com mais de oito mil ônibus em todo o mundo circulando com nosso sistema desde 2003, a Allison foi pioneira em eletrificação e continua sendo uma marca particularmente confiável.”

O sistema é apenas elétrico, mas nenhuma infraestrutura de carga elétrica é necessária. O carregamento da bateria é realizado por meio das frenagens regenerativas e pelo funcionamento do motor.

A sua capacidade de frenagem regenerativa pode prolongar significativamente o intervalo de troca dos freios, aumentando sua vida útil em até 350%. A arquitetura paralela dividida em dois modos melhora a economia de combustível em até 25%.

A Allison continua desenvolvendo trabalhos com provedores de serviços de telemática (PSTs) e com fabricantes de veículos, para oferecer apoio aos atuais e aos novos clientes com recursos conectados para uma experiência única e eficiente de gerenciamento de frota.

Compatível com a versão anterior de controles eletrônicos de quarta geração, que foram produzidos pela primeira vez em 2005, os novos recursos conectados fornecerão informações sobre mais de 170 diferentes condições de transmissão. Isso vai proporcionar à equipe de gerenciamento e manutenção da frota as informações necessárias para melhorar o tempo de atividade do veículo.

A Allison começará a fornecer informações sobre as condições das transmissões por meio de vários PSTs americanos até o fim do ano. E o suporte para aplicativos adicionais em regiões globais já está planejado.

Por