Consórcio Iveco registra recorde na venda de créditos em 2021

A expectativa do Consórcio Iveco é manter o crescimento em 2022, expandindo em cerca de 15% o volume de créditos comercializados em relação a 2021

Com a comercialização de mais de R$ 492 milhões em créditos no ano passado, o Consórcio Iveco obteve um aumento de 17% em relação a 2020. Em um cenário de alta demanda por veículos pesados e estoques em baixa, por conta da crise de semicondutores que afetou a produção automotiva no mundo todo, a necessidade de planejamento para aquisições futuras se tornou mais forte. 

“O mercado estava muito aquecido e, automaticamente, conseguimos aproveitar esse fluxo, pois a compra programada e o planejamento são algumas das principais características do consórcio. Por meio da modalidade, o consumidor faz pagamentos mensais, livres de juros e, quando contemplado, sai com o valor integral para a aquisição à vista do produto”, diz Mauro Andrade, gerente comercial do Consórcio Iveco, administrado pela Ademicon.  

Dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) mostram que, de janeiro a novembro de 2021, as vendas de caminhões cresceram 45,06% em relação ao mesmo período de 2020. O setor de consórcio também registrou alta: segundo a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac), nesse período, as vendas de novas cotas no segmento de veículos pesados subiram 62,5% em relação aos mesmos meses de 2020. 

“Quando os juros estão elevados, algumas modalidades de crédito disponíveis no mercado ficam mais caras. Nesses momentos, o consórcio se torna ainda mais competitivo e vantajoso para os clientes, considerando que não há cobrança de juros”, explica Andrade.  

A expectativa do Consórcio Iveco é manter o crescimento em 2022, expandindo em cerca de 15% o volume de créditos comercializados em relação a 2021.

Por